Archive for August, 2009

Ariel ( R e L)

Posted in Poemas on August 2, 2009 by rafarelax

 

R e L

R e L

Reclusa numa concha marcada e grossa 

No canto em que o canto é o único que conta

E o barulho velado no rubro corpo vibrante não altera nem mesmo uma fitada de superfície-

Ela continua assim: soberana, à vontade;

No direito de prender ,assustar, berrar e bater

-Mas não renega

É fraca e covarde que nem quebra, nem fere e nem marca quem a cutucou,

Só consegue assistir, pensa “ilesa”,

O Sentido antes claro e firme

Fugir astuto num rompante bruto para longe de si.

Tenta alcançar, pula da areia, corre pro mar

Mas o sal e a água -brincalhões como ninguém

Riem-se da vontade de nadar que a menina de concha tem

E convencem-na de que lá embaixo,

-Onde a pressão é companheira-

é que se encontra plenitude verdadeira.

Sem muita inquietude, ela deixa-se afundar

-Reconforta-se com asneira .

Ao contrário do que possa parecer

Escárnio e maldizer não a fizeram fenecer

E bem devagarzinho, onde a luz não mais se vê

Ela foi se abrindo, com havia de ser

E lá de longe, sorrindo, ele a permitiu florescer.

Advertisements